» » » Você já ouviu falar em Marketing Cooperado?

Você já ouviu falar em Marketing Cooperado?

Se você ainda não ouviu, pode ser que você esteja deixando de usar umas das melhores ferramentas do marketing.

post-essetalmktImagine que podemos fazer uma campanha ou ação a custo zero entre fornecedores e canais de venda. Isso acontece porque os fornecedores além de disponibilizarem os produtos, eles querem aparecer cada vez mais, então os próprios já possuem uma verba pré-definida pela empresa que poderá ser usada de forma o produto tenha um bom destaque entre os seus concorrentes, porque cada vez mais surgem novos produtos e novas marcas e o quanto mais conseguirem de sobressair melhor e do modo certo.

Todo esse processo sempre é apresentado em um planejamento de marketing que precisa ser totalmente alinhado entre o canal de venda e o fornecedor. Por exemplo, nos supermercados, as grandes marcas pagam para terem o melhor lugar sempre e pagam caro devido a grande concorrência nas gondolas, porque possuindo uma localização privilegiada venderá mais. Ocorre também nos tabloides que também vemos por ai, devido as marcas terem o interesse em aparecer já que só estarão os melhores produtos ali.  Desse jeito todos são beneficiados, uns economizando e outros tem o destaque esperado no mercado.

Uma negociação com fornecedores de forma eficaz e bem elaborada pode viabilizar o projeto de divulgação com o menor investimento possível ou a custo zero. O Marketing Cooperado é muito utilizado em empresas de varejo e visa dar destaque ao nome do varejista que anuncia e vende diversos produtos, concorrentes ou não.

A utilização dessa verba é muito comum em anúncios de jornais, encartes e tabloides distribuídos pelas lojas de departamentos, supermercados, drogarias, farmácias de manipulação, perfumarias ou outro segmento que utilize esse tipo de material.

Nossa experiência, aliada a ações de Marketing bem planejadas, garantem o sucesso desta ação. Conheça mais sobre esse assunto, entrando em contato: www.iblanco.com.br

Deixe uma resposta