Passo a passo para sua loja virtual

Loja Virtual

“Abri minha empresa e quero começar a vender pela internet. E agora? Por onde começo?“.

Tem pensado desta forma ultimamente? Acompanhe então os passos básicos que servem como um checklist de ações para dar início a sua loja virtual.

 

Passo 1 – Saber o que você vai vender

 

Esse é o início de tudo. Dentro do mix de produtos que você trabalha, escolha um segmento para ser autoridade, ou seja, ter variedade desse produto, preço e novidades. Um pequeno empreendedor precisa ser especialista num segmento para se destacar.

Outro ponto importante é não tentar competir com os grandes varejistas. Trabalhe naquilo que eles tem pouca variedade, dentro do mix de produto que você tem.

 

Passo 2 – Ter o nome da sua Loja e seu domínio

 

A internet necessita de um nome virtual para sua loja. Nessa etapa, a escolha de um domínio é um processo fundamental na identificação e divulgação, sendo esta tarefa importantíssima para o sucesso do empreendimento.

É possível pesquisar domínios no registro.br (digite assim mesmo no Google) e ver se o nome que você pretende está disponível.

Leia nossas dicas para escolher um nome para sua loja virtual em: “Dicas para escolher um bom nome para seu negócio“.

 

Passo 3 – Escolha a plataforma para hospedar sua loja virtual

 

A escolha da plataforma é decisiva para o sucesso do seu e-commerce, já que é ela que permite uma navegação amigável para o usuário, faz a relação às formas de pagamento que serão oferecidas e, ainda, permitirá que no futuro você aumente o portfólio de produtos oferecidos.

A plataforma é o pilar que sustenta todas as operações (gerencia a venda, entrega, os produtos, estoques e preços) da loja virtual.

Há uma grande variedade de opções disponíveis hoje em dia e você pode optar por plataformas alugadas, privadas e open source (códigos abertos), todas com suas vantagens e desvantagens. Lembre-se a plataforma tem que estar adequada a seus objetivos e público.


Passo 4 – Criar a identidade da sua loja (logotipo e layout)

 

Como numa loja física, temos que despertar o interesse no cliente para que ele compre o que procura e também faça compras por impulso. Uma loja virtual deve funcionar da mesma forma, e isso se chama layout de loja.

É a identidade da loja, que precisa ajudar o cliente a comprar o que ele precisa e sugerir produtos complementares ou em oferta. Deve ser agradável, simples, intuitiva e passar segurança.

Como inspiração, veja as lojas dos grandes varejistas do seu segmento. Isso vai te ajudar a conduzir o layout da sua.

 

Passo 5 – Dê informações e passe confiança

 

Para cultivar a confiança dos clientes é necessário ter no mínimo as páginas a seguir para que o cliente tenha informações e se sinta seguro:

– Home (Página Principal);

– Categorias (facilita a navegação);

– A Empresa – uma breve descrição;

– Dúvidas Frequentes (como comprar, formas de pagamento, formas de entrega, processo de devoluções, entre outras);

– Formas de Contato (SAC, Fale conosco, telefone, chat online);

– Mapa do Site (facilita encontrar algo específico).

 

Passo 6 – Cadastre os produtos de forma que o cliente ache simples e fácil comprar

 

Numa loja virtual, quanto mais detalhes você der do produto, mais segurança o seu cliente vai ter na compra. Liste características como cor, tamanho, textura, modelos, sua forma de uso e funcionalidades. Essas informações ajudam a agregar valor ao produto e ajudar o cliente a entender as funções do produto com clareza e realizar a compra com confiança.

 

Passo 7 – Definir como entregar o produto

 

A escolha das formas de frete é muito importante, pois o processo de entrega não pode falhar em uma negociação online. Hoje, mais de 90% dos pedidos realizados são entregues pelos Correios através de algum dos serviços deles (Pac, Sedex, e-Sedex,Sedex 10), mas devemos lembrar que os Correios tem limitações de tamanho e peso e não são todos os tipos de produtos que ele trabalha. Eles possuem um política bem rígida que inclui varias restrições e proibições, por isso, fique atento a isso.

Se o seu caso for a necessidade de transportar produtos que os Correios não entregam, você precisa procurar os serviços de uma transportadora para entregar os seus produtos.

Uma transportadora pode ter alcance nacional, regional ou estadual, sendo, portanto, necessária uma pesquisa e contato prévio para verificar quais regiões são atendidas e os preços praticados em cada uma delas. Existem algumas empresas que têm mais experiência em trabalhar com e-commerce, como a Jadlog (http://www.jadlog.com.br/), que disponibiliza um sistema que permite simulação de preços de frete online, como nos Correios.


Passo 8 – Como o cliente vai pagar?

 

Quanto mais opções de pagamento sua loja oferecer, maior será a chance de transformar o pedido numa venda, ou seja, fazer a conversão. Atualmente, existem inúmeras formas de pagamento que podem ser implantadas e que facilitam a vida do empresário.

Todas as formas de pagamento tem vantagens e desvantagens, por isso, uma pesquisa para melhor entendimento é importante. Um checkout transparente, aquele que faz o pagamento dentro do próprio site, tem uma conversão até 30% maior do que aquele em que o cliente é redirecionado para outra página para fazer o pagamento.

Se puder, faça a opção por essa forma.

Opte, no início da operação, por parceria com meios de pagamentos que minimizem as fraudes, o chamado Chargeback, que é quando o cliente contesta a compra com o cartão de crédito e a operadora desconta de sua empresa o valor.

 

Passo 9 – Ser uma Loja confiável e segura

 

Ao buscar fazer uma compra pela internet, o consumidor repara se a loja tem uma certificação de segurança SSL, que garantem a segurança das transações. As conexões HTTPS também garantem a criptografia de dados e que pode ser reconhecido pelo “s” no começo do endereço do site, em “https://”.

Para obtê-los, empresas precisam passar por processo de certificação.

Uma política de privacidade clara e forte também ajuda a ganhar a confiança do consumidor.

 

Passo 10 – Marketing digital

 

É necessário desenvolver um trabalho de marketing digital para que sua loja seja conhecida por seu público e atinja novos consumidores.

Há algumas maneiras de divulgação que podem ser realizadas: SEO (Otimização para sites de busca), Links Patrocinados (Google entre outros), as redes sociais com e sem anúncios patrocionados (Facebook, Instagram, entre outras) e sites comparadores de preço (Buscapé, Shopping Uol, entre outros).

Também é possível participar de Marktplaces que os grandes varejistas oferecem, como Extra, Submarino, entre outros. Isso é o que fará com que as pessoas saibam que sua loja está aberta.

Lembre-se, você não tem pessoas passando na porta como um shopping ou uma loja de rua. O que leva clientes para sua loja são essas estratégias de marketing e propaganda digital.

 

Esses 10 passos servem num primeiro momento como um guia a ser seguido para um melhor resultado na sua loja, mas uma dica essencial é que o trabalho numa loja virtual nunca termina. Você começa, mas como numa loja física, você precisa de foco em todos os processos.

Agora é só começar seu projeto para entrar no mundo virtual. Boa sorte!

 

 

Precisa de Marketing e propaganda digital? Conheça a Iblanco Digital e veja como é simples, rápido e econômico, divulgar sua empresa.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *