A importância do Marketing de Relacionamento

marketing de relacionamento

Você já se sentiu parte de uma marca, como se ela fosse parte da sua personalidade e de como você se mostra para o mundo? Pensando bem ao fundo, mesmo que sua resposta tenha sido negativa, com certeza você possui uma marca que é mais recorrente no seu guarda-roupa, no armário da sua cozinha ou do seu banheiro.

Isso se dá por sua experiência ao adquirir esse produto que, de tão positiva, além de se tornar consumidor, você se torna um seguidor e defensor daquela marca. E entendendo esse tipo de relação, o Marketing de Relacionamento aparece como um método a mais de cativar o cliente e dar mais um motivo para ele amar e admirar o que você faz.

A primeira coisa a entender é que o Marketing de Relacionamento não tem o objetivo central de impulsionar vendas: aqui o seu alvo está em criar seguidores para uma marca. É muito mais do que gerar lucro e não se trata apenas de agradar o cliente: ele também é benéfico para a marca, que recebe feedbacks mais ricos e rápidos ao adotar esse tipo de tática.

E agora: como fazer para adotar o Marketing de Relacionamento?

Em se tratando de internet, existem várias maneiras de se adotar o Marketing de Relacionamento. Uma das ideias é manter um blog, como dissemos em um post anterior, e posts em redes sociais para estimular o cliente a dizer o que ele espera do seu produto, ou até mesmo um sorteio para ampliar a quantidade de seguidores da sua página ou perfil.

Ainda falando de digital, o e-mail marketing também pode ser uma boa ferramenta: você pode parabenizar o cliente pelo seu aniversário, oferecer novos produtos ou, até mesmo, mandar um questionário de pós-venda para saber o que ele está achando do produto que adquiriu. E ainda mais: oferecer alguma vantagem exclusiva, descontos ou até mesmo um brinde.

Programa de Fidelidade

O Marketing de Relacionamento também pode ser aplicado por um Programa de Fidelidade e o exemplo mais clássico dessa ferramenta é o acumulo de milhas aéreas. Várias companhias oferecem esses programas em que, ao juntar uma quantidade de pontos, você resgata uma passagem. Você pode aplicar esse mesmo tipo de método no seu negócio, mesmo ele sendo menor do que uma companhia aérea.

Com certeza você já recebeu um cartão com vários espaços em algum estabelecimento e, ao comprar um certo valor, ou consumir um serviço, recebeu um selo ou um carimbo e, ao completar os espaços, recebeu alguma espécie de vantagem, produto ou serviço. Esse exemplo é um Programa de Fidelidade sendo aplicado e de uma forma simples: aqui foi estimulada a visita recorrente do cliente até completar o cartão.

Um bom programa de Marketing de Relacionamento gera resultados positivos para ambos: você oferece ao cliente uma experiência de compra prazerosa e sua marca se torna forte no mercado. Mas não esqueça que, para isso, você precisa de organização, como manter um bom banco de dados sobre seus clientes, contando com as informações necessárias pertinentes à finalidade do seu programa de Marketing de Relacionamento.

Como descrevemos, não é um desafio tão grande montar um Programa de Relacionamento com seu cliente. Se você gostou do conteúdo, tem mais alguma dúvida, etc., mande para a gente aqui nos comentários, a Iblanco te dá o help!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *